Apresentação

Eduardo Ferraz trabalha há mais de 30 anos como Consultor em Gestão de Pessoas sendo um dos profissionais mais capacitados do Brasil na área de desenvolvimento humano. Atua em consultorias, treinamentos, palestras e é escritor.

Diferenciais:

  1. Grande experiência prática:

    São mais de 30 anos e cerca de 40.000 horas de prática deliberada em gestão de pessoas.

  2. Forte enfoque comportamental:

    Conteúdo teórico consistente, tendo como base a neurociência comportamental. A técnica é importante, mas a compreensão da estrutura mental das pessoas é ainda mais.

  3. Didática apurada:Mesmo pessoas super treinadas se surpreendem, pois além do conteúdo inédito, a didática do consultor facilita muito o aprendizado.
  4. Programas customizados e exclusivos:São atendidos poucos clientes de cada vez, o que permite ajustar os serviços às necessidades de cada contratante.
  5. Resultados rápidos:

    Os programas são preparados para gerar resultados em curto prazo.

Currículo Resumido

Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade Federal do Paraná. Pós-graduado em Direção de Empresas pelo ISAD PUC-PR, especializado em Coordenação e Dinâmica de Grupos pela SBDG. É Diretor e fundador da PACTIVE Treinamento & Consultoria. Tem uma bagagem de mais de 40.000 horas em consultorias, treinamentos e palestras. É autor de 5 livros best sellers nas áreas de gestão de pessoas, carreira, negociação, liderança e vendas que já venderam mais de 300 mil exemplares.

Trabalhou por cinco anos na Multinacional Ciba Geigy tendo como último Cargo Gerente de Produtos. Entre as companhias as quais prestou ou presta serviços estão: Aventis, Agrotec, Bayer, Banco do Brasil, BASF, Belagrícola, Bourbon Hotéis, Bunge, Cynamid, Cocamar, Correios, C.Vale, Cotrijal, Defensa, Dell Anno, Fiat, FIEP, JTekt, Lar Cooperativa, Livrarias Curitiba, Louis Dreyfus Company (LDC,) Matrisoja, NProduções, Livrarias Curitiba, Petrobrás, Poupex, Sadia, Sebrae, Sescoop, Rhodia, Thá, Volkswagen e dezenas de empresas familiares.

Meu negócio é trabalhar a Zona de Desconforto!

Isso mesmo. Sou pago para mexer na zona de conforto das pessoas e das empresas. A maioria dos consultores, psicólogos, pedagogos, filósofos e conselheiros sugere pequenas mudanças de forma sutil, delicada ou jeitosa. Eu não. Posiciono-me de forma direta e assertiva. Minha abordagem é bem humorada, mas na lata!

Quando percebi que este era o meu estilo, decidi fazer dele meu diferencial. Uma vez de posse de dados concretos, procuro agir sem complacência, sendo franco e objetivo, poupando o tempo e o dinheiro de meus clientes. Para que este estilo “supersincero” seja produtivo tenho me dedicado muito, usando ferramentas que possam ser utilizadas imediatamente e de maneira prática.

Fiz engenharia agronômica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e, logo após me formar, aos 22 anos fui trabalhar na Ciba Geigy, uma multinacional suíça, onde permaneci por cinco anos. Trabalhei no campo e fui promovido a gerente de produtos, fazendo planejamento estratégico, estudos de marketing e dando treinamentos. Em seguida, tornei-me sócio de uma empresa chamada Agroalpha, onde passei mais dois anos fazendo um trabalho parecido, só que prestando estes serviços como consultor para empresas multinacionais no segmento do agronegócio. A partir dos 28 anos, iniciei uma carreira solo.

A entrada na área de treinamentos e consultorias foi gradativa, mas constante. Comecei a ser convidado para dar treinamentos e palestras em gestão de pessoas, negociação e vendas em pequenas empresas. Estas empresas acabavam me indicando para outras regionais e, quando percebi, estava trabalhando no Brasil inteiro e em 70% dos casos fora do agronegócio.

Meu talento sempre esteve relacionado a minha capacidade de entender, ajustar, orientar e melhorar a gestão das pessoas. Na metade do tempo eu treinava as equipes e na outra metade eu prestava consultoria.

Para me aprofundar na área de gestão de pessoas, fiz, em 1998, uma pós-graduação em Direção de Empresas pela PUCPR e, para trabalhar melhor com grupos, fiz uma especialização em Dinâmica de Grupos pela SBDG (Sociedade Brasileira de Dinâmica de Grupos). Ao mesmo tempo – desde meados da década de 90 – apaixonei-me pela Neurociência e pela Psicologia, tornando-me leitor compulsivo de informações relacionadas a estes assuntos. Desde então, em 100% das consultorias, treinamentos e palestras em gestão de pessoas, negociação e vendas, uso conceitos relacionados a estas áreas.

Trabalho basicamente com clientes que não gostam de perder tempo ou dinheiro com programas “puramente motivacionais”, que se cansaram de discursos vazios ou de propostas fantasiosas. Funciono melhor em empresas que procuram quem se disponha a colocar o “dedo na ferida” – como é o meu caso – e apontar de forma construtiva onde existem problemas e como corrigi-los.

Nos últimos 30 anos, coordenei a formação de Universidades Corporativas, executei programas para transformar jovens talentos em gerentes e montei programas para formação de sucessores em empresas familiares. Foram, em média, 200 dias por ano, contratando, reorganizando, avaliando os perfis, treinando, fazendo avaliações de desempenho e ajudando a gerar maiores resultados. Enfim, colocando as pessoas certas nos lugares certos. Trabalhei todo esse tempo in company, ou seja, fazendo programas fechados para poucas empresas por muitos anos. Isso dá quase 40.000 horas de “prática deliberada”.

Em 2008, decidi expandir meu trabalho a um público muito maior. Além dos programas fechados, comecei a fazer palestras e programas abertos, o que aumentou a quantidade de clientes, inclusive empresas de grande porte.  Conclui que, mesmo no curto período de uma hora, é possível passar um conteúdo consistente e de forma bem humorada. A prova disso é que meus treinamentos e palestras abertos têm feito bastante sucesso.

Minha exposição na mídia aumentou muito e tenho tido artigos e entrevistas publicadas nos principais veículos nacionais. Em junho de 2010, escrevi o livro “Por que a gente é do jeito que a gente é?”, que chegou na 7ª edição, em 2012 escrevi “Vencer é Ser Você” (6ª edição), em 2013 foi a vez de “Seja a Pessoa Certa no Lugar Certo” (10ª edição), em 2015, escrevi “Negocie Qualquer Coisa com Qualquer Pessoa” (13ª edição), em 2017 “Gente que Convence” (10ª edição) e em 2018 “Gente de Resultados”(3ª edição). Em 2019 fizemos uma edição estendida e atualizada do livro “Seja a Pessoa Certa no Lugar Certo” e em 2020 foi a vez do “Negocie Qualquer Coisa com Qualquer Pessoa” ganhar sua versão atualizada com novos cases.